jusbrasil.com.br
4 de Dezembro de 2021

Um estagiário clicou neste botão e... Bem, ele "era" um estagiário

Matheus Galvão, Advogado
Publicado por Matheus Galvão
há 7 anos

Eu ainda era estagiário da Justiça Federal quando descobri “o botão”. Lembro bem, inclusive, quando, como foi e as consequências gigantescas que isso teve.

A minha supervisora de estágio me pediu para pesquisar jurisprudência sobre aposentadoria por invalidez para fundamentar uma sentença previdenciária. Fui, então, ao “pai do burros”: o Google. Digitei os termos da pesquisa e o primeiro resultado veio deste portal.

Até então não tinha cadastro no site, uma das razões para “o botão” não ser revelado. Porém, desta vez, para eu visualizar o conteúdo completo e fazer o download do inteiro teor de uma decisão, fiz login com o Facebook. Depois de seguir alguns tópicos de meu interesse e salvar o arquivo que queria, cliquei no ícone do JusBrasil e fui direcionado para o feed de notícias.

Lá, baseado nos tópicos que segui, encontrei publicações que me interessavam e, bem abaixo do ícone JusBrasil, do lado esquerdo superior estava o dito cujo: o botão “Publicar documento”.

Um estagirio clicou neste boto e bem ele era um estagirio

Estagiário é bicho curioso. Arrisquei clicar e encontrei três campos, um deles o campo “Artigos”. Já tinha um blog em que escrevia algumas coisas e resolvi publicar, despretensiosamente, um artigo sobre tributo intitulado: Qual a diferença entre tributo, imposto e taxa?

Então veio a revelação. Eu acreditava que o JusBrasil era mantido por jornalistas e profissionais da área jurídica e política apenas. Ledo engano, ou na linguagem mais compreensível na internet: #sqn.

Depois de algum tempo, aquela cartinha lá na barra ficou azul. Era uma notificação de mensagem de um dos moderadores do JusBrasil. A princípio pensei: “Vão dizer que preciso ter alguma titulação para publicar aqui, mas sou um mero estagiário”.

Para minha surpresa eles me deram as boas-vindas e me parabenizaram pelo artigo, indicando algumas alterações feitas para adequar meu texto às regras de publicação, explicando a importância de adicionar tópicos para dar alcance à publicação e indicando a leitura de FAQ’s.

Meu texto teve mais de 1.000 acessos naquele mesmo dia. Eu, um estagiário do último ano de Direito, tinha um texto com uma repercussão recorde até para os especialistas. Foram 48 recomendações de leitura. Ganhei vários seguidores.

Já tive textos de outros autores que compartilhei aqui e que alcançaram marcas monstruosas de 8.000 visitas e 256 recomendações, como foi o caso de O fim do WhatsApp, NetFlix e Skype pelo Marco Civil da internet.

Só então descobri como o JusBrasil funcionava. Uma mídia social em que cidadãos comuns e profissionais discutiam cidadania, política, direito e vários temas relacionados, com um nível de debate muito mais elevado do nas redes sociais tradicionais.

Já me formei, não sou mais um estagiário, sou advogado mas até hoje continuo publicando, participando e colhendo bons frutos em um dos sites mais visitados do Brasil. Hoje, ganhei um selo de “Autor” e “Comentarista” por me adequar às regras de publicação e à política de respeito e gentileza.

E se eu não tivesse clicado no “Publicar documento”? E mais: e se eu não tivesse aproveitado a oportunidade? Deixo um recado: na dúvida, se você tem algo valioso para compartilhar, clique!

Para quem for fazer a sua primeira publicação eu deixo 7 maneiras simples de impulsionar sua publicação no JusBrasil.

56 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Boa noite Matheus
Como sempre, adorei o artigo. Parabéns! continuar lendo

Obrigado, Elane.

Vamos compartilhar esse botão nas redes sociais ;) continuar lendo

Parabéns pelo artigo. O título bastante sugestivo despertou meu interesse, pensei: mais uma daquelas bobagens que muita gente faz e acaba jogando a culpa no estagiário...Mas não, é o relato da descoberta do JusBrasil e de vantagem ajuda a nortear quem quer publicar artigo no site. Mais uma vez, parabéns! continuar lendo

Obrigado, Maria. Espero ter ajudado a compreender mais o uso do site ;) continuar lendo

Eu também pensei a mesma coisa! rsrsrs continuar lendo

Excelente, caro Matheus!

Como eu disse em um comentário ao texto sobre 1 milhão de visitas ao JusBrasil, há alguns anos utilizo o site como minha principal ferramenta de pesquisas jurídicas. Raramente não encontro o que procuro.

Reitero nesta oportunidade os meus cumprimentos pelo merecido sucesso do JusBrasil.

Um fraterno Abraço! continuar lendo

Obrigado, Vitor. Ninguém melhor para reiterar o meu depoimento aqui do que alguém que participou desde o início como você participou, apostou na ideia e até hoje compartilha algo conosco. Abraço. continuar lendo

Posso mencionar outra qualidade sua, prezado Colega: A humildade. Formado a quase 30 anos, sou do tempo da máquina de escrever, papel, carbono, carimbos, livros sem fim, além das Juntas de Conciliação e Julgamento da Justiça do trabalho e da época em que não existiam Secretarias das Varas, mas Cartórios. Bom, quero parabeniza-lo. Eu uso MUITO este site, que contém um cabedal de informações úteis em nossa área de atuação, com pesquisas rápidas, além de uma farta e atualizada jurisprudência. Muito boa sorte. Forte abraço. continuar lendo

Obrigado, Denis :) continuar lendo